Postado em 14 de janeiro de 2022, por Água Viva Estúdio

Geral

Criação de Arte Gráfica

A criação de arte gráfica é a base de muitos campos de atividade: publicidade, comunicação visual, design gráfico, edição de ilustração, imprensa, moda, fotografia, tipografia, design de marca, embalagem, luxo, cinema, música, eventos, videogames, digital, realidade virtual, animação, vídeo e outros.

Todos estes campos têm os seus próprios códigos e especificidades, mas têm a mesma base comum, os fundamentos das artes gráficas.

O que é criação de arte gráfica online

As artes gráficas designam todos os processos específicos do design visual e da encenação de uma criação artística utilizando diferentes técnicas (escrita, tipografia, desenho, pintura, gravura, fotografia), esta criação pode ser utilizada para fins artísticos, industriais ou comerciais.

Aplicações de design gráfico

O design gráfico está em todo lugar. Desde logotipos em seu material de escritório e canecas, até embalagens em barras de chocolate.

Você verá centenas de exemplos de design gráfico todos os dias e na maioria das vezes nem perceberá o impacto que isso tem em você. Ele cumpre muitas funções e usa vários chapéus.

Aqui estão alguns de seus usos:

  • Branding e identidade visual;
  • Sinalização;
  • Impressões;
  • Embalagem;
  • Capas de álbuns;
  • Mídia Digital;
  • Gráficos e títulos de cinema e televisão;
  • Cartões de felicitações;
  • camiseta e outras roupas.

Esta é apenas uma pequena fração dos usos possíveis.

Identidade visual, branding e carta gráfica

De forma a garantir a consistência e homogeneidade da sua identidade visual em todos os meios de comunicação que utiliza (site, newsletter, display, catálogo, e-mail…), a criação de arte gráfica formaliza a sua identidade visual desenhando a sua carta gráfica e intervém para dar alívio para cada uma de suas operações de branding.

Mídia digital

O seu website e as suas aplicações mobile são muitas vezes o primeiro ponto de contato entre a sua marca e os seus alvos. Por isso, é possível desenvolver dispositivos inovadores para os seus diversos meios digitais (site de e-commerce, redes sociais, landing page, etc.) e fazer alavancas reais de desempenho e leads.

Da complexidade à simplicidade

Em algumas situações, como o design de sinais de trânsito, isso deve fornecer uma maneira clara e fácil de transmitir informações; e os mapas subterrâneos de Nova York ou Londres são um excelente exemplo.

No entanto, em outras situações pode ir na direção diametralmente oposta e ser chocante, difícil de ler. Isso é frequentemente visto em capas de álbuns, pôsteres e outras formas disruptivas de design.

E, neste mundo moderno, design gráfico e web design muitas vezes andam de mãos dadas.

Uma revista, mercearia ou qualquer outro tipo de negócio também deve estar presente online. Como resultado, os designers devem manter uma aparência coesa em várias disciplinas, com o design digital geralmente ditando como o resto é executado.

Mas, qualquer que seja sua utilidade, sem design gráfico a sociedade moderna não funcionaria.

Elementos de design gráfico

O design gráfico pode usar composição baseada em imagem que envolve ilustrações, fotos, logotipos e símbolos. Mas também composições baseadas em personagens, ou mesmo uma combinação dos dois. As criações podem incluir uma ou mais combinações dos seguintes:

As linhas

Sejam curvas, retas, onduladas, finas, grossas; as possibilidades são ilimitadas. Eles permitem que um designer separe o conteúdo de um layout ou divida um espaço. Eles também podem ser usados ​​para guiar os olhos do observador.

Formas

Ofereça muitas possibilidades para preencher espaços de forma criativa, apoiar o conteúdo e equilibrar o design. Você pode criar formas do zero e usar espaços para dar clareza e estrutura ao seu design.

A cor

Ou sua ausência, é um elemento muito importante. Você precisará de uma sólida compreensão da teoria das cores e poderá influenciar facilmente um design e uma marca incorporando cores de maneira ousada ou com sutileza brilhante.

A tipografia

Ele pode ajudá-lo a transformar uma simples mensagem de texto em uma obra de arte. Combinar fontes e alinhamentos com espaçamento, cores e escala pode adicionar muito poder à mensagem que você está comunicando ao mundo.

A textura

Esse elemento dos gráficos pode fazer com que até os anúncios mais suaves e brilhantes pareçam tangíveis. Pelo seu aspecto visual, dará uma ideia da superfície tátil e da profundidade.

Ferramentas de design gráfico

Um designer profissional é muito mais do que uma mente criativa com inclinação artística.

No design gráfico, é essencial adquirir um conhecimento profundo de observação e pensamento analítico. Um designer usará vários métodos para combinar seus conhecimentos de arte e tecnologia e comunicar uma mensagem específica criando um visual impressionante.

Podemos limitá-los a textos e imagens. Mas há formas mais materiais de traduzir o pensamento do designer.

Cadernos de esboços

Estas são ferramentas tradicionais que você pode usar para esboçar uma ideia. Eles são a maneira mais rápida de elaborar. Este design pode então ser desenvolvido com outras tecnologias e ferramentas.

Computadores

Um computador é a ferramenta essencial na caixa de ferramentas de todo designer, e hardware como o tablet (de desenho) pode permitir que você expanda sua liberdade criativa enquanto mantém a usabilidade do caderno de desenho.

Software e tecnologia abriram novos caminhos para realizar uma visão criativa. Você encontrará softwares especializados, como o Photoshop e o Illustrator, para ajudá-lo em tudo, desde a criação de ilustrações até o destaque de fotografias e a criação de layouts impressionantes.

Sites

Além da estratégia digital escolhida, será necessário trazer harmonia entre site, mídia de comunicação e qualquer outro documento que venha a sair da sua empresa. É neste contexto que o design gráfico trará um toque de profissionalismo, eficiência, diversão ou seriedade.

É a carta gráfica, bem como a sua implementação, que irão confortar o olhar do visitante. Haverá uma consistência que aumentará o reconhecimento da sua marca e o valor percebido do seu negócio.

Então, quem é o designer gráfico?

O designer gráfico é quem vai comunicar sua marca e sua mensagem através de um logotipo incrível, uma brochura encantadora e pôsteres impressionantes. Muitas vezes confundido com o ilustrador, um designer combina ilustrações, fotografias e fontes para comunicar uma determinada ideia.

Da impressão à tela

Os gráficos em movimento também são predeterminados e projetados, mas devem ser experimentados durante um determinado período de tempo. Eles tendem a ir além do visual, inserindo som em fotografias em movimento, gráficos vetoriais e vídeos.

A diferença entre isso e animação ou videografia é semelhante à diferença entre gráficos 2D e ilustrações. Eles combinam animação, tipografia e videografia para fins de comunicação, e essa combinação, ao longo do tempo e do espaço, será incorporada ao design.

Seja digital ou físico, um livro e uma revista devem ser apreciados ao longo do tempo. Durante esse tempo, o leitor controla tanto o ritmo quanto a sequência da experiência. Em um livro, o conteúdo geralmente vem em primeiro lugar, antes do design, enquanto as revistas utilizam o design como uma estrutura que antecipará tanto o conteúdo escrito quanto o conteúdo visual, que ainda não foi criado (maquete).

Alguns catálogos de exposições ou sites comerciais também se enquadram nessa categoria, assim como mostras de museus digitais ou físicas, que geralmente apresentam informações inalteradas. O conteúdo tem uma ordem sugerida, pensada com antecedência, mas o leitor encontrará seu próprio caminho no material.

Gráficos ambientais

Muitos designers também criarão um sistema que deve ser experimentado ao longo do tempo, mas não limitado a criar coisas. Sinalização refere-se a sinais e marcações que são aplicadas a edifícios ou espaços ao ar livre. Embora cada painel seja um trabalho de design, juntos eles formam um sistema maior, que permite que as pessoas naveguem mantendo uma noção clara de sua posição.

Os gráficos ambientais (design ambiental) são uma categoria maior que inclui designs que conectam uma pessoa a um lugar e se sobrepõem a exibições dinâmicas, imagens e trabalhos criativos.

Por exemplo, uma parede de terminal exibindo voos ou um display digital na fachada de um prédio mostrando o preço das ações são exemplos de gráficos ambientais.

Assim como a orientação, o branding reúne os artefatos de uma marca, como um letreiro, logotipo ou cartão de visita, em um sistema visual. O trabalho de design é como eles são experimentados ao longo do tempo.

Nenhuma peça é feita sem considerar as outras partes, ou sem pensar no primeiro encontro do cliente com a marca. No século 20, um consumidor normalmente tinha apenas dois pontos de contato para uma marca.

Uma arte que remonta a milhares de anos

A origem das artes gráficas remonta aos tempos pré-históricos, quando o homem vivia em cavernas e desenhava nas paredes para contar sua história. O exemplo mais conhecido são as inscrições ainda visíveis deixadas nas paredes da caverna de Lascaux.

Os egípcios, por volta de 2500 a.C., usavam símbolos gráficos que se reproduziam em paredes ou em folhas de papiro. Esses símbolos chamados hieróglifos permitiam uma comunicação escrita. O outro destaque na história da criação da arte gráfica é a invenção da impressão em razão de Gutenberg em meados do século XV.

Permitiu a distribuição e produção mais massiva de documentos escritos. Isso representou mais um passo no desenvolvimento da arte gráfica. Ao longo dos séculos e, portanto, até milênios,

Mais que uma arte, uma ferramenta de comunicação

Hoje, a criação da arte gráfica envolve uma ampla gama de campos artísticos com caligrafia, fotografia, desenho, pintura, litografia, tipografia ou mesmo computação gráfica. Hoje em dia, a arte gráfica é utilizada para fins puramente artísticos, mas sobretudo para fins comerciais, industriais ou culturais.

Está associada ao mundo da arte comercial e da comunicação no sentido de marketing do termo. Tornou-se ao longo do tempo um elemento central no campo da comunicação visual.

É usada para captar o interesse de um público-alvo mais ou menos grande, em relação a um produto ou serviço. O desenho, a foto, os diferentes gráficos desempenham então um papel ilustrativo para atrair o olhar.

Ela permite que você crie pôsteres, logotipos, capas ou até panfletos. Além disso, integrou o meio cinematográfico no campo dos desenhos animados. Com o desenvolvimento da ciência da computação, surgiram muitos softwares de arte gráfica que permitem aos artistas manipular a fotografia e as técnicas gráficas com muito mais facilidade e rapidez. Estes desenvolvimentos tecnológicos abrem oportunidades para um vasto campo de criações artísticas.

Por que escolher a criação de arte gráfica?

O design gráfico consiste em conceber, no âmbito da comunicação visual, meios de comunicação que combinam imagens, textos, destinados à exibição em tela ou à impressão. Seja qual for o canal escolhido, um bom design gráfico deve ser realizado respeitando sua identidade visual. Assim, apenas uma agência gráfica poderá realizar um projeto semelhante e satisfazer o seu cliente.

Uma agência de criação gráfica online pode ajudar

A principal missão de uma agência de design gráfico é o desenvolvimento de uma carta gráfica que regerá a forma, a cor e as ilustrações dos meios de comunicação a serem publicados (impressos) pela empresa. É fundamental garantir a homogeneidade do visual da empresa e definir os elementos que nortearão as criações.

O designer gráfico deve dar voz e imagem a uma empresa através de um discurso visual. Seu objetivo é representar a empresa e criar uma imagem que os clientes irão se relacionar com a referida empresa.

A agência de design gráfico deve ser capaz de montar uma identidade visual forte, convincente e adequada para que uma empresa se identifique com seus concorrentes perante o público. Deve, portanto, garantir o desenvolvimento da comunicação visual de uma empresa.

As conquistas possíveis

Ao recorrer a uma agência de design gráfico, beneficiar-se-á de meios de comunicação que refletem não só a perfeição da imagem da empresa, mas também a atividade profissional desta. A agência de design gráfico se encarregará, portanto, da produção de muitos meios de comunicação:

  • Identidade visual, logotipos, ilustrações;
  • Design de suportes de venda (embalagem, stands publicitários) e suportes de papel (cartão de visita, brochuras, brochuras, comunicados de imprensa, etc.);
  • Produção de vídeos (spots, vídeos de apresentação, teasers, efeitos especiais, créditos, etc.);
  • Tirar fotografias;
  • Design de sites e aplicativos multimídia.

Por reunir designers gráficos profissionais reconhecidos com as competências necessárias para produzir a melhor identidade gráfica, a agência de design gráfico tem o talento e os equipamentos necessários para desenvolver uma imagem em grande escala.

Ao começar analisando suas necessidades, suas atividades e seu público-alvo, ela irá projetar uma imagem de qualidade para seduzir seus clientes.