5 razões para sua pequena empresa estar na Internet.

Site para empresas

“Só faço entregas dentro do perímetro urbano. E por isso, acho que uma pequena empresa com a minha, não precisa de site”.
Veremos por que reflexões desta natureza podem ser equivocadas.

1º Pela web, você pode entrar na mente e casa das pessoas
A Internet se tornou um poderossíssimo meio formador de opinião. As pessoa acessam a web diáriamente para obter mais informações sobre cinema, viagens, transportes, livros, eletrônicos …produtos e serviços de todos os tipos – isso tudo antes de realmente efetuar a compra.

Por isso, sua empresa precisa estar na Internet, pois este é o momento de você participar na formação da opinião de seu público-alvo, fornecendo informações relevantes que realmente facilitem a vida das pessoas quando elas tiverem que decidir qual produto comprar.

E como se faz esta façanha? Simples. Dando o quê as pessoas mais precisam: Informações que ajudem em sua decisão.

Você precisa trazê-los até o seu site e disponibilizar o máximo possível de dicas, fotos, textos e artigos a respeito daquele determinado assunto, que afinal de contas, poucos sabem mais do que você, que é especialista naquele área, não é mesmo?

E se o conteúdo que você colocou no seu site for realmente de qualidade – pode estar certo: Você acaba de prender seu futuro-cliente pelo seu ponto-fraco … e em 99% dos casos, seu cliente vai acabar comprando de você – pois VOCÊ ajuda na sua decisão de compra.

Não importa se você vende “capas de livros personalizadas”, “peças de refrigeração” ou “serviços de assessoria jurídica”, seu público-alvo quase certamente vai buscar por mais informações sobre sua área de atuação na Internet … e se não achar seu website – bum! você acaba de perder um possível-cliente.
2º Você pode criar sua própia Avenida Paulista – sem quebrar o porquinho
Um dos fatures determinantes para o sucesso de qualquer negócio é o “ponto”, ou seja, aonde sua sede fica localizada geograficamente. Para uma loja, por exemplo, escolher mal seu endereço comercial pode fazer toda a diferença entre sucesso e falência, pois se as pessoas não vêm até a loja, as vendas não acontecem.

O grande problema é que é realmente muito difícil – e caro! – fazer com que as pessoas se desloquem até sua empresa, se ela não estiver estrategicamente localizada já no caminho por onde as pessoas passam sempre. E isso é um dos principais fatores determinantes na hora de se avaliar o imóvel – e seu valor de aluguel: Mais visibilidade = mais custo.

Já com o website, você que pode decidir aonde posicionar “seu ponto”. Ao contrário do mundo real, se sua localização não é lá uma Avenida Paulista da vida, você não vai precisar gastar fortunas com reformas, vitrines, luminárias ou mobília: trazer visitantes para seu site é muito mais simples na Internet. Seja através de Otimização de sites, campanhas de Links Patrocinados, email marketing, ou qualquer outra técnica de publicidade online, você pode ter resultados reais muito mais rápidos – a um custo muito menor – do que em meios tradicionais.

Além disso, você ter 1, 10, 10.000 páginas em seu site … e ter 5.000 visitante visitando seu estabelecimento ao mesmo tempo … mesmo que sejam 4:00 h da manhã (ok.. talvez não 5.000 pessoas á essa hora da madrugada, mas você entende o espírito da coisa né? Não importa a hora ou o número de pessoas.. você sempre está ali para quando eles decidirem visitar sua empresa.

Agora, tente fazer isso (ter 10.000 salas diferentes e capacidade para atender todo estes visitantes, 24h/dia) no sua loja física

3° “Internet” Inclui seu bairro/cidade
Apesar da Internet facilitar a conexão entre pessoas de qualquer lugar do mundo, ela funciona também para pessoas que estão fisicamente bem próximas – com seus vizinhos da sua rua ou bairro.

Nas maiorias das cidades brasilerias, ficaríamos surpresos em saber quantos novos serviços úteis estão localizados bem próximos de nossa casa ou trabalho – mas nós simplesmente nunca notamos.

Imagine por exemplo se sem sair de casa, você pudesse saber quanto está o preço pãozinho nas duas padarias de seu bairro; ou saber sobre as promoções do dia vários super-mercados, descobrir qual a loja de ferragens mais próxima de sua casa que têm aquele peça de cano que você precisa – ou ainda que se certificar á que horas fecha aquele salão de corte de cabelos na outra quadra.

Quando as pessoas buscarem na Internet por serviços que atendam a área aonde moram, sua empresa pode estar ali, nos resultados das pesquisas… ou não.

Isso depende se seu site existe e se está bem divulgado.

4º) Sua empresa nunca fecha as portas
Na medida que as pessoas compram cada vez mais computadores pessoais, a primeira coisa que fazem é conectar na Internet. Com isso, elas desenvovem o hábito de utilizar a “comodidade” que a web proporciona.

Uma dessas comodidades é o fato de quê websites podem ser acessados 24h/dia. Não precisa ser necessáriamente durante o famigerado “horário-comercial”. Pode ser durante a novela das 8, madrugada, domingo ou natal (Está rindo é? O tráfego na internet durante feriados e datas comemorativas bate seus própios recordes constantemente.)

Seu site – diferente de qualquer outra peça de marketing que você utilize – vai estar dísponível 24h/dia, de qualquer localização. E isso pode ser o estopim para seu visitante checar seus produtos e serviços e tomar a decisão de entrar em contat, pedindo mais informações.

Se você tentar manter um linha 0800 com atendentes 24h/dia, possívelmente vai comer boa parte de seus lucros (se restar algum, claro!). Manter sua loja aberta indefinidamente, também não é viável (a não ser para o guardinha que for contratado.. ele não vai ter nada contra!)

A saída? Um website!

Aí sim, você vai poder estabelecer um canal de contato com as pessoas que quiserem saber mais sobre sua empresa – mesmo que você esteje na praia, fazendo compras ou durmindo.

5° Sua empresa não precisa mais de bola de cristal
Quanto você pagaria para saber exatamente o que se passa na cabeça de seus clientes? Do quê gostam, quando gostam, como preferem seu produto ou serviço…. Coisas como, o quê acharam de seu novo lançamento? A que horas eles preferem ser contatados? Se estão pensando em mudar de fornecedor ou se decidiram realizar uma compra devido a uma nova campanha de marketing que sua empresa lançou…. todas estas perguntas podem valer uma fortuna.

E realmente, empresas pagam centenas de milhares de reais para saber o quê as pessoas acham disso ou daquilo … quando na realidade isso pode sair por muito, muito menos.

Como assim? Fácil … na internet podemos descobrir o quê as pessoas acham sobre X ou Y, monitorando-se seu comportamente mediante determinadas situações.

Por exemplo, se você faz um email marketing falando sobre um determinado produto – uma impressora, por exemplo que sua loja está vendendo. Você envia um email para 100 possíveis clientes com o título “Queima de estoques de impressoras!” e nota que somente dez pessoas vieram para seu site pelos emails, e faz apenas uma venda.

Hmmmmm algo estranho aí né?

Bom, você decide trocar o título para “Compre uma Impressora com 30% de desconto e leve uma recarga de cartucho grátis!”.

Você envia para outras 100 pessoas e nota que agora, 60 abriram o email, 40 vieram ao site e 8 compraram a impressora. E agora? Diferença não é?

Muitas podem ser as variáveis que influenciam este tipo de resultado, como o título do email, a promoção em si, ou o website quê recebe estes visitantes – mas como descobrir? Testando!

Você pode ir mudando uma série de coisa com as figuras, gráficos, palavras, botões, textos, etc. e ir descobrindo o quê fuciona melhor para seu caso especificamente. Você vai descobrir que alguns detalhes podem fazer toda a diferença – mas a grande jogada é que não precisa pagar mais uma alta quantia por isso. Nem mesmo com gráfica, imprimendo folders e panfletos diferentes todas as semanas para ir testando estas variações … se você tiver um website.

Faz sentido? Com o website, você faz as alterações e instantaneamente todos que visitarem o site já terão acesso ao seu conteúdo aperfeiçoado e atualizado. E novamente, se monitora como as pessoas vão reagir aquele novo formatado, conteúdo, etc. E vai-se testando, monitorando, trocando, testando novamente, etc.

E o custo disso? Provavelmente bem menor do que você pensa.

Não importa seu público-alvo, área de abrangência, tipo de serviço ou produto … provavelmente, sua empresa poderia se benficiar muito mais estando na internet do que somente me outros meios de comunicação.

Seja para informar, contactar, coletar dados, tirar dúvidas ou vender: facilite a vida de seu (quase) cliente e apareça quando ele precisar de voçe.

Na web, você pode!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *