Postado em 11 de janeiro de 2021, por Água Viva Estúdio

Blog, Dicas, E-commerce

1 – Utilize a embalagem certa para economizar no frete

Sua embalagem não pode ser maior do que o necessário!
Se você colocar um objeto muito leve em uma caixa muito grande, a transportadora vai cobrar pelo peso cúbico. Afinal, se trata de um objeto volumoso. E aí o seu frete vai sair mais caro.

2 – Crie kits de produtos para diminuir a percepção do valor do frete

Pense no exemplo:
a) Comprar 1 camiseta por R$20,00 e pagar R$20,00 de frete
b) Comprar 5 camisetas por R$100,00 e pagar R$20,00 de frete
c) Comprar 5 camisetas por R$120,00 com frete grátis
As opções b) e c) parecem mais vantajosas, entende?

3- Fique de olho nas faixas de peso

As transportadoras usam faixas de peso como uma das principais métricas para a precificação do frete. Isso significa que uma carga com 0,1 kg e outra com 0,9 kg vão ser enviadas pelo mesmo preço. Para quem usa a estratégia dos kits de produtos, isso é uma ótima notícia!

4 – Se não puder economizar no frete, economize nos seus anúncios

Dificilmente um lojista do norte do país vai conseguir oferecer entregas acessíveis para um cliente que mora no Sul, certo? Seria mais viável para esse cliente do Norte, comprar em algum vendedor localizado em uma região mais próxima. É por isso que anunciar para as regiões certas é tão importante. Nem sempre você vai conseguir economizar no frete, mas você pode fazer os seus investimentos em marketing serem mais eficientes — e isso também é um tipo de economia!

5 – Busque alternativas logísticas

Procure entregas alternativas. Entregas via moto e bicicleta são exemplos interessantes para regiões metropolitanas. E não tenha medo de contratos com transportadoras, elas podem sair mais barato do que imagina.